RSS

Arquivos diários: 14/09/2013

Lugar algum

tumblr_lm681h7zGA1qjrqo6

Navegar sem leme
e sem rumo certo,
não hospedar nos olhos
lugar algum
e só encontrar o deserto
que restou em mim.

Derramar nos poros
o teu verso náufrago,
sem bálsamo e lenitivo
sem amenizar
o afogar definitivo

Não ter ilhas, cais,
nem beira de mar.
Somente o medo
de não mais
poder me ancorar.

Vagar na planta dos pés
com ânsia de me isolar.
Só levar comigo
o mapa dos teus olhos.

Anúncios
 
2 Comentários

Publicado por em 14/09/2013 em POESIA, solidão

 

Etiquetas: , , , , ,

Coisa primitiva

para o blog8

Somos como bichos
atraídos pelo cheiro,
selvagens no cio
atracados pela seiva,
coisa primitiva.
Arrebatadora.

Somos como olhos
que se devoram
na íris atrevida da paixão,
como peles
que se roçam,
grudam no suor de tesão
coisa primitiva.
Avassaladora.

Somos como bocas
que se engolem,
palavras que se engasgam
no suor das línguas,
e se afogam na saliva
coisa primitiva.
Devastadora.

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 14/09/2013 em POESIA, sensual

 

Etiquetas: , , , , , ,