RSS

Arquivos mensais: Outubro 2013

Povo marcado, povo feliz.

1004096_540330382698290_877756647_n

A sociedade vai te ensinar a mirar seus olhos pra fora, tirar de lá, todos os seus valores e fazer você acreditar num mundo cheio de castelos de areia. Tudo que esta fora de nós esta se desmanchando, se estragando e por mais absurdo que pareça, é isso que estamos dando valor.
O mundo estético e estupido da aparência, tornou-se uma meta doentia e de alto valor. Um mundo que é oco e vazio de significados e que não estimula a busca interior de um estado de felicidade real.
A felicidade que nos apresentam não pode durar, não pode nos preencher, estamos sempre em busca de algo mais que fortaleça um ego criado em uma selva consumista.
São construídos, a todo o momento, ídolos estúpidos que se harmonizam com nossos estados de consciência carente de lucidez, que nos forçam a reforçar a incapacidade de olharmos para nós mesmos e procurar o reino dos céus que lá existe independente do que nos é oferecido como migalhas de um mundo externo a nós.
A busca de si mesmo é um exercício estranhamente confundido com o ego, um hóspede inconveniente e impermanente que assume a condição de um ser humano que luta para ser destaque em um mundo de valores questionáveis e manipulados pelos poderes políticos, religiosos e financeiros. Um mundo de poucas oportunidades controlado por uma minoria egocêntrica e escravizadora.
Quando você estiver ambientado e souberem que é mais uma peça neste jogo hostil e algoz, a sociedade vai te mostrar o caminho pra você ser feliz. É nessa hora que você vai aprender a gostar de ser um imbecil socializado como eu me tornei… Salve-se!

Anúncios
 

Etiquetas: , ,

Banheiros paralelos

tumblr_m2u2bgYf1e1r6ry43o1_500

No banheiro dos homens, se conversa com muita objetividade (quando se conversa). Os homens não levam bolsas, não retocam maquiagem e dificilmente cagam. Por isso o tempo que se gasta lá é muito curto, Mal balançamos o pinto direito.
-Então, Carlão! Vai comer a loirinha, mesmo? Perguntou o primo do interior de São Paulo, que estava a passeio na cidade, mudando o saco para o outro lado da cueca.
-Cara, sei lá! Tô com vontade de traçar a japonesinha mesmo. A loirinha tá fazendo cu doce. Não quero perder muito tempo hoje. Amanhã aquele filho da puta do chefe vai para o escritório bem cedo. Só quero da uma trepada bem rápida e sair fora.
-Eu estou de férias mesmo, vou ficar por aqui e ver se pego uma melhor que a tua, Não como japa. Não desce nem fodendo.
– Se liga cara, a japa é gostosinha.. Ei, lava a mão cuzão! Tá de sacanagem!, Já pensou essa mão cheirando a mijo. Se toca “Chico bento”, as minas se ligam nessas coisas.

…Olhar de desprezo…

No banheiro das mulheres, o tempo é ignorado, como em muitos outros lugares. Existem tantas coisas para ser feito entre um xixi e uma retocada no batom que precisam sempre de testemunhas, alguém que concorde com o que fazem. Nunca estão sozinhas.

-Você viu aqueles músculos menina! que tesão de caipira. Ele andou me medindo, quando eu estava dançando. Não sei não! Mas eu acho que eu estou precisando de alguma coisa mais rustica, meio animal hoje. Ah! eu pegava com certeza. Amanhã cedo viajo para a filial em Tóquio, vou dá em cima agora, marcar território, vou dar pra ele de qualquer jeito.
-Luísa, você está terrível hoje! Que isso, esta parecendo puta. Segura a periquita, mulher! Vamos com calma, o cara vai ficar uns tempos por aqui, você volta na sexta. Vai pegar mal, sair dando logo de cara.

Risos…

-Que isso Ana! Virou a Madre Tereza! Estou precisando esquecer o Tiago, aquele viado filho da puta, depois que ele me deu o pé na bunda, nunca mais dei pra ninguém.
-A vá! Jura! Sério, menina! Não acredito. E o tal do Luís, eu vi vocês dois juntos varias vezes.
– Xii, babado forte mulher! O cara tem o pinto cheio de verrugas, num rolou nada. O coitado é lindo, mas sem uma ferramenta de grife é foda. Passei mal naquele motel, que foi caro pra caralho! Pior depois foi ficar consolando ele, dizendo que a culpa era minha e que eu era cheia de frescura e que tinha pesadelos desde menina com verrugas, essa coisa de trauma e tal, o cara ficou meio pra baixo, mas, porra! toma no cu! Com um pau destes não rola, o pior é que estas coisas tem cura. O cara é muito relaxado mesmo, ah! ele que se foda! Bonito de pau esquisito!!

Risos de novo…..

– Que azar né! Não era para dar em nada mesmo, mas só por isso você não vai sair por aí dando pro primeiro que aparecer, calma, tem muito homem ainda neste mundo.
-Será? Cada dia eu conheço um viado novo.
– É verdade! eu também.

Risos de novo…

-Você acha que eu devo retocar o loiro? Eu estou sentindo ele opaco, sem vida…
– Que isso menina! Ele tá lindo, olha só como ele tá leve, brilhante… tá combinando com a bolsa, aliás, que bolsa linda, Jú!!! , aonde você comprou? arrasou, me conta.
– Nem te conto gata. Ganhei de um cara que você ainda não conhece. Um puta negrão alto e gostoso, to dando pra ele de vez em quando, ele tá viajando esta semana, tá meio enrolado com uns problema da família dele lá do Paraná, o cara tem bom gosto olha só que linda esta bolsa!
– Linda demais. Amei, mas eu não curto negros, você sabe né! Gosto de pau normal. Rola muito grande me estraga, fico toda arrebentada, tô fora!
– É normal menina!, tamanho certo. Acho que uns 16 ou 17, além do mais é todo perfumado, malhado, gostoso pra caramba. Só tem um problema, ele não gosta muito de chupar, fica socando muito, quase o tempo todo. Cansa muito e demora demais pra gozar. Ah! que saudades do Marcelo, aquele sim, tinha “o dom”, era foda, dava um trato do caralho! mas quem não tem cão caça com gato né!!.

tumblr_ldhxtgx5su1qattl2o1_500Risos de novo..

-Vamos embora menina, os rapazes devem estar preocupados com a gente.
-Que nada, relaxa! Eles estão falando de futebol ou de carro, eles só sabem falar disso…
-É mesmo,
-Espera um pouco, enfia um pouco mais esta calcinha no cu, tá parecendo minha tia! Assim o teu negão não vai lamber a sua boceta mesmo!

Mais risos….

 
 

Etiquetas: , , , , ,

Cuidar de viver

936506_559380467455477_952588849_n

Levanta a cabeça
e vá cuidar de viver,
ceifar as arestas,
…se reinventar.

Vá se distrair,
cuidar de você,
deixar o estrago
apodrecer.

Mande a merda
os desafetos, os ingratos,
aquilo que te feriu
mesmo sem querer.

Deixe a luz entrar,
tirar essa escuridão,
levar o silêncio desta mágoa
e brindar um novo amanhecer.

Jogue fora coisas inúteis
chore um dia inteiro,
tudo de uma vez ,se precisar.
Só não deixe o que já passou
dar rumo ao novo dia
que logo mais, já vai brilhar.

 

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 22/10/2013 em incentivo, POESIA

 

Etiquetas: , , , , ,

Apego

tumblr_mr83gagCD01rt2gepo1_1280

Tenho tantas necessidades!
Poema, cinema, porão.
…sentir calma.
Cremes estranhos que ardem na pele.
Ansiolíticos, palitos de dente,
meias de algodão,
tristeza de branco.

Tenho necessidade do diabo.
Chinelos, chuveiros, criar pombos,
emprego, dinheiro, flagelos.
Sentir raiva aos domingos.
Incenso, cavernas, segredos,
pão com manteiga, carregar bússolas…
Água com açúcar.

Tenho necessidade de gente.
Cartomantes, perfume, vitamina d,
ouvir musica de preto.
Abraços, ventania, imensidão,
ouvir as batidas do coração,
trancar gavetas, balas de hortelã,
andar descalço, doce de leite.

Tenho necessidade de Deus.
Coentro, solidão, chuva,
…ter alegria.
Sentir cheiro de feijão,
gomos de laranja,
gotas de novalgina,
horas e horas
dentro de mim.

 
1 Comentário

Publicado por em 07/10/2013 em estar no mundo, POESIA

 

Etiquetas: , , , ,

Verbos da paixão

verbos da paixão

Vou me lambuzar de você,
me esparramar,
me misturar na sua boca,
morder os teus centímetros,
me espatifar nos seus remendos.

Em você, vou me esfolar,
me rabiscar,
com as mãos afobadas
salivar nos seus cetins
e me deitar entre seus sapatos

Entre as suas pernas, me esfregar,
empoleirar nas suas ancas,
me afogar na sua nuca,
nos seus pelos eriçados,
desarrumados sobre a pele.

Te desenhar nos meus traços,
nas suas falas, me soletrar,
rasgar as suas roupas.
me perder nos seus olhos de puta,
apaixonantes. Inabitáveis.

 
3 Comentários

Publicado por em 02/10/2013 em POESIA, sensual

 

Etiquetas: , , , , , , , ,

Silêncio

silêncio

Não sei o que sou,
só sei que não sou
o que eu sei…
que me nega.

Nunca pensei ser
coisa que anda,
nem coisa que geme,
que me cega.

Já pensei ser,
as causas do caminho
eu que sou estradas,
que se perdem.

Habito à tarde,
a mente me leva,
mas mente que me vela
no meu silêncio arde.

 
1 Comentário

Publicado por em 01/10/2013 em espiritualidade, POESIA

 

Etiquetas: , , , , , ,