RSS

Balões

19 Dez

Estou a milhares de léguas                                        44920_516393388379188_1621245819_n
do Ibirapuera…
nem paulista, nem luzes de neon.
As ruas daqui são escuras,
Iluminadas por estrelas.
(eu nem sabia)…
que eram tantas assim.

Poeira no chapéu
nos tantos bêbados
sentados ao suor da tarde,
sem barulhos, sem fumaça
sem lonjuras, nem lugar pra se perder.

A vidraça de pó
e a fuligem do céu
estão tão longe dos meus olhos
as vezes sinto falta de respirar
a angustia das manhãs.

Tanta terra pra eu correr atrás dos meus balões,
e eu sem ânimo pra romper portões,
avançar meus muros proibidos.
As vezes esqueço da garoa, do agito, da libido
e defronto-me com o sinuoso toque de recolher

Pra quem é louco
não dá!

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 19/12/2013 em POESIA, solidão

 

Etiquetas: , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: