RSS

Os cafajestes

24 Jun

BLOG 054

Quero os cafajestes, barba por fazer, cara de safados que não fazem questão de dizer sequer o nome. Odeio os românticos, que gastam a lábia tentando provar que não querem foder logo na primeira noite.
Dia desses, escolhendo a porra de um sanduíche na hora do almoço, esbarrei meu professor de química, um gato, caralho! Como é mesmo o nome dele?!!, sei lá, que se foda,-esqueci. Comecei a sorrir e logo dei um beijinho no rosto, Paulinha, 3ºC, você se lembra de mim? Fui logo me oferecendo, caralho, parecia galinha mesmo! Papo vem papo vai, sentamos e almoçamos juntos. Trocamos números de telefones e logo fomos embora.

Aos domingos eu fico empoleirada no sofá, adoro! Domingo é dia de descanso, não me chamem pra porra nenhuma, fico o dia todo de pijama, descabelada, com meu i-phone grudado na orelha, uma panela de brigadeiro no fogão, que visito regularmente durante o dia.
Não é que o filho da puta me ligou no domingo! Putz, esse vale a pena, pensei. Mas, barzinho na vila com uns amigos dele, tô fora! Dispensei contrariada, porra, meu! O homem tem que ser mais criativo, aposto que ficam discutindo as combinações químicas das bebidas que tomam enquanto beliscam bolinhos de carne seca, porra, meu cu! Não rola.
Resolvi mostrar como é que se faz, fui na porta do colégio, e esperei ele sair, era segunda feira e estava uma puta chuva, deixei meu carro num estacionamento próximo e fiquei em frente ao portão, com uma carinha de quem precisava resolver uma equação. Fiquei sob a marquise da entrada da escola e cara de pidona.
Uma hora depois, estávamos rodando sem destino pela cidade. Meu!, esse cara é um tesão!!, deu vontade de pegar no pau dele dentro do carro mesmo, mas ele estava muito atrapalhado, não estava entendendo nada. Eu percebi pelas musicas que ele escutava no carro. Cara decidido que sabe o que quer não fica mostrando o novo som de uma banda mineira, porra meu cu! vá se fuder! Pluguei meu pen drive e começamos a navegar pelo meu universo, percebi que ele estava curtindo, o transito não ajudava naquela hora da noite, meu celular não parava de tocar, esses viados não me deixam em paz mesmo! Acho que eu dou pra qualquer um? Escolho minha caça, só dou se rolar tesão.
Estou a fim de meter com você, falei descaradamente. Poucos minutos depois, eu já estava engolindo o seu pau, enquanto ele me levava pra casa dele, tentando dirigir com as mãos enfiada na minha calcinha.
Sou puta sim! Mas cá pra nós, sobre os lençóis: O cara é fraco, nada a ver! Sou muito mais, o meu marido.

 
 

Etiquetas: , , , , , , , , , ,

2 responses to “Os cafajestes

  1. Deison

    03/01/2015 at 1:26 PM

    Ola bom dia, quero falar aqui de uma historia que me aconteceu em uma viagem que fiz, não vou falar o meu nome porque sou casado e minha esposa não pode saber disso, um certo dia fui fazer uma viagem de negocios, sou empresario, fui convidado para paraticipar de uma palestra sobre marketink, ja tinha o quarto do hotel reservado pela empresa que havia me convidado, chegando la tinha uma mulher muito linda me esperando na portaria do hotel, para me conduzir até o local da palestra, quando a encontrei ali, chequei com ela e nos cumprimentamos cortialmente com aqueles beijinhos nas bojejas, e como eu percebi o jeito dela eu aproveitei e dei um beijo mais ousado no rosto dela, percebi que ela gostou, então fomos em direção ao tal local da palestra a pé como era no mesmo predio do hotel, então no caminho ela aproveitou para caminhar bem pertinho de mim e ficar rossando em mim, isto me deixou exitado, e imaginei que ela tambem ficou exitada, chegando no local falei pra ela, podemos pater um papo depois da palestar?? e ela falou que sim com todo prazer, assim aconteceu, apos a palestra nos encontramos em um restaurante que tinha ali no hotel, conversamos e bebemos algumas cervejas acompanhado de alguns pediscos, mais a conversa foi ficando cada vez mais gostosa, até que num certo momento ela me perguntou vc é casado, respondi que sim e pedi a ela e vc, ela respondeu que tambem é, então começamos a falar das nossas vidas sexuais de casados, e percebi que ela não tinha muito prazer no sexo com o marido dela, ai pequei na mão dela e percebi que ela estremeceu, então sem rodeios pedi para ela se não quisesse passar uma noite comigo no hotel, primeiro ela ficou sem jeito, mais logo em seguida falaou, ja que estou hospetada aqui neste mesmo hotel poderiamos ficar no mesmo quaro, nossa era tudo o que eu queria ouvir, e como ja era no fim da tarde, falei para ela então vamos para o meu quarto, e ali fomos nós, chequaneo no quarto fui tomar um banho e deixei a porta do banheiro um pouco aperta, para exitar ela, e logo em siguida ela tambem entrou no banheiro ja toda pealdinha, nossa que mulher, que delicia, fiquei de pau duro no mesmo instante, ela vendo isto agarou o meu pau e mamou ele até eu gozar na sua boca, ai trocamos de posição eu que comecei de fode a buceta dela com a lingua, ela gemia e gritava de tesão, e não demorou a gozar como uma louca, tomamos o banho e fomos para a cama ali passamos a noite toda fodendo, não sei quantas vezes gozamos naquela noite, só sei que o leçol amanneceu todo manchado de porra, e nóis acordamos exaustos de tanto trnasar, mais quando acordamos de manhã transamos mais uma vez foi pau na buceta, pau na boca dela, a minha lingua na buceta dela, e gozamos de novo feito animais no cio, depois nos despedimos e cada um foi para um lado e nunca mais nos vemos.

     
  2. Deison

    09/01/2015 at 7:17 PM

    Ola boa tarde,, hoje quero falar da minha vizinha gostosa, que anda me provocando o tempo todo, ela é muito bonita, muito gostosa, e muito provocante, ela é separada e mora só ela e a filha dela de 14 anos, ela vivia me provocando até que um dia deses estava ela sozinha em casa e por coinsidencia eu tambem estava sozinho, era um dia muito quente, e ela sentou na vanranda da casa dela com uma sainha bem curtinha e uma blosinha bem decotada, e como eu tambem estava sozinho resolvi pater um papo com ela, e conversa vai e conversa vem e acabamos falando de sexo, ela me contou que é tarada por sexo, falei para ela que tambem sou, conversamos por um tempo e ela cada vez mais ficava de pernas apertas, até que eu percebi que ela estava com uma calcinha branca bem pequinininha, quando olhei de baixo da saia dela vi que a calcinha dela estava toda molhadinha e eu ja estava de pau duro tambem, ai tomei coragem e falei para ela, por que não vamos fazer algo melhor que só jogar conversa fora, ela me olhou com uma cara de puta e falou, eu ja estou esperando por isto faz tempo, e entramos na casa dela, nem bem chegamos na sala ela ja agarou o meu pau e me deixou pelado, foi quando tirei toda roupa dela tambem, nossa que mulher, que corpao, nos beijamos e começamos a trançar ali na sala mesmo, primeiro fizemos um 69 e nove ela gemia como uma louca até que gozamos um na boca do outro, e continuamos transando, ai ela ficou de 4 para mim, penetrei meu pau bem devagarzinho na buceta apertadinha dela, nossa que buceta, era uma delicia, meu pau quase não entrou de tão apertadinha que era, mais como ela estava toda ensopada do caldinho que soltava ele entrou soquei bastante dentro dela num entra e sai bem gostoso até que gozamos pela segunda vez, dali fomos apara a cama dela onde passamos o resto da tarde fodendo como dois animais no cio, gozamos muito naquela tarde, foi a melhor transa que ja tive na vida, e depois tivemos muitos outros encontros de muito sexo, bom isto vou contar outro dia.

     

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: