RSS

Arquivo de etiquetas: poesia de sofrimento

Quando a porta fechar

mmiikkaa-Mmiikkaa--man--sexy-guy_large

Há de ser dor,
quando a porta
fechar,
quando o tempo
decidir
romper este amor.

Há de ter lágrima
no brilho
dos meus olhos
e em tudo
que nos meus
poros
já teve o teu riso,

…de ser em vão
tudo que já foi
a razão
desta vida

e de ser esquecido
tudo que
deste amor restou
somente a ferida.

Anúncios
 
 

Etiquetas: , , ,

Anáguas

tumblr_lgqs2nTj7o1qcwfxxo1_500
Esse homem é meu mal,
já me deixou pelas vielas.
Ele vagabunda pelas ruas,
some a noite e me falta.
Ele carece de lucidez,
é meu bem, meu algoz,
minha estupidez,
minha silhueta triste.
Ele me esvazia, me dilui,
vive de mim, da minha sina,
se cala quando eu surto,
me ingere quando uivo.
Ele me veste com anáguas,
remenda minhas falas, meu medo,
me aquece com zelo e mágoa,
por eu saber o seu segredo
Eu lhe sirvo, canto nua.
cuido da sua ferida quando ferve.
Ele me sua, me come crua,
por eu curar a sua febre.
 
 

Etiquetas: , , , , ,

Novelos de lã

xx_68_by_scarabuss

Tenho me pintado
de cores diversas,
feito festas,
enchido balões,
corrido às gavetas:
a zelar por teus versos,
dispersos…
em teus resíduos.

Tenho me esbarrado
em objetos com tuas digitais
em noites tuas de insônia
com teu olhar noturno,
…infinitamente distante,

Tenho tropeçado
em teus novelos de lã
guardado meus punhos
nos teus movimentos,
…presos na tua partida.

Tenho acendido lanternas
a procurar teus sonhos imersos
confundido teus passos incertos
e me perdido entre estrelas.

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 07/09/2013 em desilusão, POESIA

 

Etiquetas: , , , , , , ,